adelia-moreno

Indústria de Calçados Adélia Moreno

Trajetória

Ano de Fundação: 1992
Fundador: Vilma Feracini Salzedas e Sybelli Maria Feracini Salzedas Pereira
Número de Empregados e Produção Inicial: 20 pares/dia e 5 empregados
Número de Empregados e Produção Máxima: 200 pares/dia e 40 empregados
Principais Produtos: Calçados Femininos Adultos

História

História: A Indústria de Calçados Adélia Moreno, formada por Vilma Feracini Salzedas e sua filha Sybelli Maria Feracini Salzedas Pereira, iniciou suas atividades no dia 11 de junho de 1992. Instalada inicialmente na rua Bandeirantes nº 525, a empresa começou a ser constituída no interior da Indústria Forteflex, produtora de palmilhas para calçados, e pertencente à família Salzedas. Sua produção inicial foi de 20 pares diários de calçados femininos adultos em couro, confeccionados por quatro trabalhadores. O nome da empresa foi uma homenagem dada a avô de Sybelli que se chamava Adélia Moreno.

A especialização da fábrica, voltada para o segmento feminino adulto, somada a diferenciação do produto, todo elaborado em couro e, portanto, de alto valor agregado, e o gerenciamento de Luiz Cláudio Salzedas, filho de Vilma e tecnólogo na produção de calçado formado pelo Senai do Rio Grande do Sul (RS), impulsionaram o crescimento da Adélia Moreno em pouco tempo.

Em 1993, a empresa adquiriu um prédio de aproximadamente 250 metros quadrados localizado na rua Benjamim Strozzi, nº 746, no bairro Jardim Ipanema, mudando-se em seguida para o local. Nesta época, ocorreu uma alteração societária: Sybelli Maria Feracini Salzedas Pereira retirou-se da sociedade, sendo substituída por seu marido, Sr. Marcos Martins Pereira.

Ao longo dos anos 90 e dos primeiros anos do século XXI, apesar das dificuldades apresentadas pela economia brasileira e dos gargalos na produção acarretados pela falta de mão-de-obra especializa na confecção de calçados de couro, a Adélia Moreno manteve-se estabilizada e em equilíbrio com sua produção, atingindo a marca diária de 200 paresdiários elaborados por 40 colaboradores.

Hoje a empresa produz cerca de 150 pares/dia e emprega 35 trabalhadores com administração a cargo de Luiz Cláudio Salzedas e de seu cunhado Marcos Martins Pereira.

Imagens
Áudio
Vídeos
Documentos

FOTOS , JORNAIS OU IMPRESSOS ANTIGOS DE BIRIGUI? NOS ENVIE!